Praça Minas Gerais



O traçado da Praça Minas Gerais começou a se definir em conformidade com a plano urbanístico de Alpoim, responsável por mudanças na fisionomia da Vila do Carmo a partir da década de 1740. Previa-se, então, o alinhamento das vias longitudinais bem como a criação de novas ruas e edificações a partir da conformação  já disposta, tendo como referência a Matriz da Sé. Por volta de 1760 se iniciaram as obras das três edificações que compõem o expressivo conjunto arquitetônico da praça conhecida, atualmente, como Minas Gerais: a Casa de Câmara e Cadeia, a Igreja da Ordem Terceira de São Francisco e a Igreja do Carmo. Ants da instalação de tal conjunto, funcionava na área um antigo quartel da guarnição militar, denominado Quartel dos Dragões.


Álbum de Fotos