Pelos caminhos do Mestre Athayde

Nesse roteiro o visitante contemplará os locais que guardam as obras de Mestre Athayde, maior pintor do período colonial brasileiro, contemporâneo de Aleijadinho e filho desta terra.

 

CATEDRAL DA SÉ

Apesar da sua fachada modesta, a Catedral da Sé de Mariana é considerada uma das mais ricas do Brasil. Teve suas obras iniciadas no princípio do século XVIII, com o erguimento da primitiva capela de Nossa Senhora da Conceição.

Inaugurada em 1760, exibe lustres de cristal da Boêmia, altares talhados por Francisco Xavier de Brito - mestre de Aleijadinho - e pinturas de Athayde, que contribuíram com seus talentos para dar mais nobreza à decoração.

O grande tesouro, porém, é o órgão alemão Arp Schnitger produzido em 1701, com 1.039 tubos, sete metros de altura e cinco de largura. A peça funciona com perfeição ainda hoje e atrai moradores e turistas nas manhãs de sexta-feira e domingo, quando acontecem os concertos.

Anexo ao prédio encontra-se o Museu Arquidiocesano de Arte Sacra.

Localização: Praça Cláudio Manoel – Centro
Visitação: Atualmente fechada para restauração.

 

MUSEU ARQUIDIOCESANO DE ARTE SACRA

Construção tipicamente colonial, assinada por José Pereira Arouca e concluída no fim do século XVIII. Instalado na antiga Casa Capitular, o museu é um dos mais completos no estilo sacro do Brasil, possuindo cerca de duas mil peças, entre elas esculturas do Mestre Aleijadinho, Francisco Xavier de Brito e outros grandes artistas. A mais valiosa peça é um relicário de ouro com 168 brilhantes. Possui mobiliário raro, imagens portuguesas, trabalhos em pedra sabão e jacarandá, pinturas de Athayde, paramentos riquíssimos, louças chinesas, jarras de porcelana, alfaias de ouro e prata, objetos dos antigos Bispos, imagens raríssimas e ambientes completos do século XVIII.

Localização: Rua Frei Durão, 49
Visitação: terça a quinta-feira de 8h30 às 12h e de 13h30 às 17h; sexta-feira de 8h30 às 13h e de 13h30 às 17h; sábado de 08h30 às 12h e 13h30 às 17h; domingos e feriados de 8h30 às 14h (Obs: de 9h30 às 11h15 entrada pela porta da sacristia).
Informações: 31 3557-2481

 

IGREJA SÃO FRANCISCO DE ASSIS - Visite também o Santuário de Nossa Senhora do Carmo e a Casa de Câmara e Cadeia


Sua construção foi iniciada em 1763 e concluída em 1794 e fica na bela Praça Minas Gerais, em frente à Casa de Câmara e Cadeia. A pintura esteve a cargo de diversos artistas, dentre eles Francisco Xavier Carneiro (1765 – 1840) e Manoel da Costa Athayde (1762 - 1814), artista marianense sepultado sob o piso da igreja, na tampa número 94. O interior da igreja em talha e retábulos, púlpitos e douramentos dos altares valorizam o conjunto. O medalhão da portada em pedra sabão é atribuído ao Aleijadinho. Os lustres do século XVIII são de cristal da Boêmia. A pintura no centro do teto estampa o dilúvio e a arca de Noé e as do lado se referem aos quatro papas que colaboraram com a Ordem Terceira de São Francisco. O teto da sacristia, obra de Athayde, é formado por dois painéis que retratam a agonia de São Francisco.

 

Localização: Praça Minas Gerais – Centro
Visitação: Atualmente fechada para restauração. Permitida a contemplação externa, que compõe o ambiente suntuoso da Praça Minas Gerais.

 

IGREJA DE NOSSA SENHORA DO ROSÁRIO

Começou a ser construída em 1752 pela irmandade dos negros, sob a invocação de Nossa Senhora do Rosário, São Benedito e Santa Efigênia. No iníciodo século XIX, Mestre Athayde fez as pinturas e o douramento do altar-mor e dos altares laterais. O artista Francisco Vieira Servas também participou da ornamentação da Igreja.

Localização: Rua Monsenhor Horta, S/N – Rosário
Visitação: Atualmente fechada para restauração.

 

 

ALGUNS EVENTOS CULTURAIS DA CIDADE

Festival de Inverno Mariana e Ouro Preto (Julho)

Semana do Mestre Athayde (Outobro)